Eu sou feliz com você. Sou, sim. Você me faz sentir felicidade. Quando chega por aqui, traz consigo o mundo inteiro e me deixa escolher só a parte boa. Suas tardinhas na praia, seu pôr do sol, seus barulhos de chuva. Mas eu não aceito e fico com tudo.

Quero seus cantos escuros, terrenos baldios, muros pichados, ruas que alagam. Tudo. Porque tudo em você me interessa. Até aquilo que você não mostra, aquilo que só confirma o quanto não há parte ruim em toda a sua extensão territorial.

Acontece que uma hora você se vai. E aí é como se alguém apertasse um botão de pause e todo o resto esperasse você voltar. A vida segue um rumo paralelo de obrigações, encargos, deveres. Mas só como quem passa o tempo enquanto espera por você. Sei lá. Não há de haver alegria mais bonita que a da sua chegada nem solidão mais sozinha que aquela de quando você vai embora.

Mal nos despedimos, minha casa pede por você, como se lhe faltasse o chão. Sua presença continua aqui, ali… na frente, em todo canto, impregnada e exuberante, marcada em minha cama, em minha pele, em minha vida.

Não é tristeza. É solidão. E nem toda solidão é triste. É só solidão. Essa consciência de que estamos no mundo por nossa conta, mesmo quando estamos acompanhados. Essa impressão de que entre nós e o mundo há um abismo imenso que não se pode atravessar sozinho. Essa certeza de que a vida é muito curta e há tanto por fazer, o que só aumenta o nosso sentimento de bichos sós.

Mas aí você volta e tudo ao redor se torna nada. Todo o resto diminui. Toda dor é esquecida. Retornamos ao ponto em que somos só você e eu, celebrando nossa vocação para o encontro, reconstruindo nosso mundo simples e amoroso. Preparando um ao outro para a solidão que virá mais tarde, aquela que me dá quando você vai embora.

Compartilhar

Jornalista e publicitário pós-graduado em Gestão Estratégica da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA-USP. Com 20 anos de experiência profissional, produziu conteúdo editorial e publicitário para inúmeros clientes em diversos segmentos. Tem seis livros publicados, é redator em agência de propaganda e professor da Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação – ESAMC em Sorocaba. No primeiro semestre de 2014, lançou o seu primeiro livro infantil e tem cinco títulos no catálogo da Editora Nova Alexandria.

Para conhecer seus livros, visite o site.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA